Professores e escolas já podem iniciar as escolhas dos projetos que farão parte do Programa Nacional do Livro e do Material Didático

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

O Ministério da Educação (MEC) disponibilizou, a partir desta quinta-feira, (4), material didático para que os professores e escolas públicas de ensino médio possam selecionar os projetos integradores e projetos de vida, que iniciam a transição para o novo modelo do Ensino Médio, contribuindo para implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A consulta pode ser feita no portal do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), vinculado à pasta.

Essa é a primeira etapa do Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD) no apoio ao cumprimento do cronograma de implementação da BNCC, com a disponibilização de oitenta e oito obras para livre escolha dos professores e escolas públicas de ensino médio.

O programa ainda conta com mais quatro etapas, ainda em fase de avaliação, que incluem: obras didáticas para as áreas de conhecimento; formação continuada de professores; recursos digitais; e obras literárias.

As obras de Projetos Integradores e de Projetos de Vida foram elaboradas com base nas diretrizes da reforma do Ensino Médio, o objetivo é promover uma trajetória escolar que faça sentido para os jovens, que seja capaz de engajá-los em ações transformadoras, estabelecendo diálogo efetivo com seus planos e realizações, ao mesmo tempo que desenvolva conhecimentos, habilidades, atitudes e valores com potencial de os empoderar para lidar com os desafios da sociedade contemporânea.

Do ponto de vista escolar, a reformulação do Ensino Médio compreende a ampliação da carga horária mínima e a flexibilização curricular. Ela implica também um direcionamento do foco, voltando-se para o estudante, de modo a incorporar práticas mais dinâmicas e interativas, que considerem as especificidades e demandas dos jovens deste século. Nesse sentido, os jovens passam a ocupar lugar estratégico no processo educacional, transformando-se no centro do trabalho pedagógico.

Projetos Integradores

Têm como objetivo tornar a aprendizagem mais concreta ao explicitar a ligação entre diferentes componentes curriculares e áreas de conhecimento, conectando estudantes a situações vivenciadas por eles em suas comunidades.

Projetos de Vida

O conceito de protagonismo está intrinsecamente ligado ao conceito de projeto de vida. É por meio do desenvolvimento do protagonismo dos estudantes nas variadas vivências relacionadas às quatro áreas do conhecimento (em práticas de leitura e escrita – na língua materna, na língua inglesa; nas tecnologias digitais; no autocuidado com o próprio corpo e o respeito com o corpo do outro; em ações voltadas ao bem comum para construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva), que cada jovem amplia seu autoconhecimento, o conhecimento do mundo e (re)constrói modos de ser e de agir sobre ele.