MEC E ME lançam projeto de qualificação voltado para a empregabilidade dos jovens

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

O Governo Federal por meio de uma parceria entre os Ministérios da Educação e da Economia, inicia, a partir desta terça-feira (9), o período de inscrição no programa Qualifica Mais-Emprega Mais, uma iniciativa para oferta de cursos de qualificação profissional. A ação que irá beneficiar um grande número de pessoas, se inicia com um projeto-piloto totalizando 6069 vagas gratuitas, para 3 cursos na modalidade EaD na área de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC): Programador de Sistemas, Programador Web e Programador de Dispositivos Móveis. O novo projeto traz também uma grande novidade, além da qualificação, os estudantes que concluírem os cursos serão auxiliados para inserção no mercado de trabalho.

Os cursos terão duração de cerca de 200 horas, cada. Neste primeiro momento eles estão sendo ofertados para jovens que residam em 11 regiões metropolitanas do país: Salvador, Fortaleza, Brasília, Belo Horizonte, Recife, Florianópolis, Joinville, Porto Alegre, Curitiba, São Paulo e Campinas.

A demanda por qualificação de TIC partiu de um levantamento realizado pelo Ministério da Economia com o setor produtivo, que busca profissionais qualificados para ocuparem postos de trabalho, com o objetivo de retomada da economia. Segundo o secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, é extremamente importante essa dedicação do governo federal em identificar os entraves que o setor produtivo sofre para o fortalecimento da economia: `A revolução digital já é mais que uma realidade no cotidiano dos brasileiros. Com o direcionamento correto e qualidade na capacitação, podemos diminuir tanto o desemprego quanto a lacuna de mão de obra qualificada no setor de TIC. Essa também é uma importante ação da retomada do Brasil na rota do crescimento”, analisou.

Esse alinhamento entre as demandas do setor produtivo e as instituições, que possuem expertise na oferta de cursos de TIC e de capacitação na modalidade de Educação a Distância (EaD), geram um impacto favorável, aumentando o potencial de empregabilidade daqueles que irão finalizar os cursos. “Essa é a primeira chamada do projeto Qualifica Mais que traz um grande diferencial para os profissionais que serão certificados ao final do curso, pois, por meio do mapeamento econômico foi identificada a necessidade de mão de obra qualificada de profissionais nas áreas de formação ofertadas pelos cursos, aumentando assim, as chances de inserção desses concluintes no mercado de trabalho”, explicou o secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Wandemberg Venceslau.

As 7 instituições ofertantes dos cursos foram selecionadas pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC, utilizando critérios de experiência na oferta de cursos na área de TIC. “Esse planejamento para a abertura de vagas e oferta de qualificação profissional proposto, incluindo também conteúdos voltados ao desenvolvimento de competências para o mundo do trabalho, durante os cursos, buscam auxiliar os estudantes na entrada e permanência em empregos relacionados ao mercado de trabalho na área de TIC”, concluiu o Secretário.

Os interessados devem acessar a página do Edulivre por meio deste link, fazer o cadastro e completar a Trilha Qualifica Mais, até o dia 11 de abril. A trilha traz informações sobre os cursos, sobre o mercado de trabalho relacionado e contém exercícios sobre os conteúdos nela apresentados.

Os concluintes da trilha com melhor desempenho em cada cidade receberão um e-mail para confirmar sua matrícula diretamente com a instituição ofertante. Os concluintes serão selecionados conforme sua performance na trilha formativa, observada a prioridade para jovens de até 29 anos.

A partir do dia 15 de abril os participantes selecionados receberão um e-mail para a confirmação de matrícula, enviado diretamente pela instituição ofertante da vaga.

Para a realização da matrícula os selecionados pelo ranking devem residir em uma das 11 cidades em que serão ofertados os cursos, ou nas respectivas regiões metropolitanas e terem o ensino médio completo. As aulas estão previstas para iniciarem a partir de 10 de maio.

Atenção! Cada participante que receber o e-mail de pré-matrícula terá até 4 dias corridos para confirmá-la. Caso a matrícula não seja confirmada, a vaga será disponibilizada para outros interessados segundo o critério de desempenho na trilha formativa.

Para mais informações acesse o FAQ