Acervo do Inep mostra evolução da educação brasileira

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

No Dia Internacional dos Arquivos, comemorado nesta quarta-feira, 9 de junho, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) lembra a importância do seu arquivo histórico para a educação brasileira. O acervo faz parte do Centro de Informação e Biblioteca em Educação (Cibec), responsável pelo gerenciamento e a disseminação de informações educacionais, entre outras atividades.

Quando foi criado, em 1980, o Arquivo Histórico do Inep tinha o objetivo de reorganizar os arquivos do Ministério da Educação (MEC) em Brasília, produzidos no período de 1937 a meados de 1980. No acervo estão registradas informações sobre a construção e o desenvolvimento do sistema educacional brasileiro, com documentos produzidos e recebidos pelos agentes do Inep, classificados como permanentes. O material possui valor histórico, probatório e informativo, além de estar disponível à sociedade.

Na época da criação desse catálogo, uma das funções do Inep era promover diversos estudos sobre a situação da educação no País, que serviram como base para a realização de mudanças no sistema educacional e na legislação. Esse processo proporcionou, na atualidade, a análise e a compreensão do histórico de mudanças, melhorias e crescimento do ensino brasileiro.

Documentos – O acervo preserva informações de 43 anos de trabalhos relacionados ao desenvolvimento da educação, dividido em 53 séries documentais. Essa divisão baseia-se majoritariamente em uma sistemática que envolve ordenação por setor de origem, tipologia documental e assunto. As séries são compostas por documentos textuais, seguidos de iconográficos (imagens) e cartográficos (mapas), o que totaliza 218,68 metros lineares de documentos ou, aproximadamente, 1 milhão e meio de folhas.

AToM – Para a disponibilização das informações do Arquivo Histórico do Inep, é utilizada a ferramenta AToM (Access to Memory), que, em português, significa “acesso à memória”. Ela é uma plataforma on-line, de código aberto, realizada pela comunidade arquivística internacional. AToM é um projeto colaborativo, que possibilita a disseminação de documentos arquivísticos por parte de qualquer instituição, em conformidade com as normas do Conselho Internacional de Arquivos (CIA).

No Inep, a ferramenta encontra-se em fase de alimentação. A equipe da Diretoria de Estudos Educacionais (Dired) está descrevendo, gradativamente, toda a documentação histórica do Instituto. Das 53 séries existentes no acervo, 9 estão completas e disponíveis para acesso. Já as outras séries possuem alguns documentos disponíveis.

Dia Internacional dos Arquivos – Comemorado em 9 de junho, o Dia Internacional dos Arquivos tem o objetivo de celebrar a importância da gestão e da preservação de acervos arquivísticos. A escolha da data é em homenagem ao dia em que a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) criou o CIA, em 1948.

Acesse o Arquivo Histórico do Inep