O Papel do Professor

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Foto_Srgio_Quadros2
O professor é, talvez, o profissional que mais vezes por dia se depara com chances de subsidiar as pessoas para o exercício da cidadania. Dia a dia ele tem ao seu alcance oportunidades de envolver crianças e adolescentes não somente no conteúdo das disciplinas regulares, mas também em causas que impactam o cotidiano dos alunos e suas famílias. O professor, se motivado e preparado,  tem a chance de cultivar junto aos estudantes a noção de responsabilidade compartilhada entre a sociedade e o governo por uma vida melhor, tornando a escola um ambiente mais conectado ao seu entorno.

O Prêmio Professores do Brasil do Ministério da Educação – iniciativa que reconhece projetos  bem sucedidos em sala de aula – traz à tona a real importância do papel do professor.  O prêmio é anual e em 2012 bateu recorde de inscritos, reunindo mais de 2.600 trabalhos que, conduzidos por docentes da rede pública nacional, criam uma rede de projetos que podem ser reaplicados fora do seu Estado de origem e servir de inspiração para políticas públicas educacionais.

Exemplo disso é o que aconteceu em São Miguel do Iguaçu, no Paraná.  Lá o trabalho de uma professora de Ciências do Ensino Fundamental II, revelado pelo prêmio, foi o estopim da política pública que proibiu na cidade a venda de bebidas alcoólicas e cigarros em estabelecimentos no entorno de colégios da rede pública ou privada, do ensino Fundamental ao Superior. A medida, sancionada como Lei Municipal, hoje integra o Programa de Prevenção ao Alcoolismo e Desestímulo ao Consumo de Álcool e Fumo entre os Adolescentes e Jovens de São Miguel do Iguaçu.

Em Pinheiro Machado, no Rio Grande do Sul, outra história trazida à tona pelo prêmio inspirou política pública que considera o ensino por meio de projetos transversais adequados às demandas do aluno, da escola e da comunidade na qual ela está inserida.  Na edição deste ano, a Bahia classificou dois projetos vencedores, um de Serra Preta e outro de Iraquara.

O Prêmio Professores do Brasil contribui para quebrar o paradigma de que a rede pública só atrai docentes mal preparados.   A Abrelivros – Associação Brasileira de Editores de Livros Escolares apoia o prêmio por acreditar no exercício do professor, cada vez mais desafiador na medida em que a educação evolui exigindo desse profissional uma postura de mediação para a construção do conhecimento.

A forma eficaz como muitos vêm enfrentando esse desafio faz da sala de aula um ambiente fértil para o amadurecimento de ações que podem servir de exemplo e inspirar mudanças.  A Abrelivros sabe disso e mantém um olhar atento ao trabalho do professor dentro da escola para fundamentar a realização de iniciativas e materiais de apoio ao professor.

*Sérgio Quadros é Presidente da Abrelivros – Associação Brasileira de Editores de Livros Escolares