Positivo inova em ação de merchandising para alcançar professores

Oooooooooooops  
PublishNews - por Carlo Carrenho  
 
Em matéria publicada ontem, sob o título “Editora Positivo inova em ação de merchandising para alcançar professores“ o PublishNews afirmou erroneamente que a definição de regras mais rígidas para a divulgação das coleções do PNLD foi feita pelo MEC e pela Associação Brasileira dos Editores de Livros (Abrelivros). Obviamente a Abrelivros não tem nenhuma relação direta com as definições do PNLD, e só o MEC tem o poder de determinar tais normas. Erramos e procuraremos acertar na próxima.
 
 
 
Positivo inova em ação de merchandising para alcançar professores  
PublishNews - Carlo Carrenho 
 
O cartunista Ziraldo participou neste domingo, dia 28, do programa Domingo Legal (SBT) para divulgar o processo de seleção dos livros didáticos que serão usados nos próximos dois anos por toda a rede pública de 1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental no Brasil. A seleção das obras é feita diretamente pelos professores e faz parte do cronograma do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), por meio do qual o governo federal compra livros das editoras e os distribui, gratuitamente, para as escolas públicas. Além do programa de Gugu Liberato, Ziraldo também terá participações especiais no Domingão do Faustão (Globo), do apresentador Fausto Silva, durante o mês de junho.
 
O envolvimento de Ziraldo, Gugu e Faustão no PNLD 2007 faz parte da estratégia de marketing definida pela Editora Positivo para “falar” com os professores de todo o Brasil. Além dessa ação de merchandising, a campanha criada pela JWT Curitiba para essa divulgação prevê a veiculação de spots em rádio, anúncios em revistas especializadas em Educação e uma ação dirigida bastante inovadora.
 
Todos os professores de 1ª a 4ª séries das escolas públicas do Ensino Fundamental receberão uma caixa especialmente criada para acomodar as sete coleções e os seis livros da Editora Positivo que foram aprovados pelo Ministério da Educação para o PNLD 2007. Todo esse esforço tornou-se necessário porque o Ministério da Educação e a Associação Brasileira de Editores de Livros (Abrelivros) definiram regras mais rígidas para a divulgação das coleções por parte das editoras.
 
Até o ano passado, para disputar a preferência das escolas, editoras de todo o Brasil contratavam divulgadores profissionais que abordavam diretamente secretários de Educação, diretores de escolas e professores para apresentar os diferenciais de seus livros didáticos. Neste ano, as regras mudaram e os divulgadores não poderão ter acesso aos estabelecimentos de ensino.
 
 
 

 

2019.06_casaeducacao.jpg





banner escola democratica

relatorio 2014 2015 banner2

banner bienal2014 pequeno

b trajetoria



Pesquisa

Boletim Abrelivros

Digite os dados, abra o e-mail e confirme sua assinatura.

Abrelivros - Associação Brasileira de Editores e Produtores de Conteúdo e Tecnologia Educacional 
Rua Funchal, 263 - Conj. 62 - Vila Olímpia
CEP 04551-060 - São Paulo - SP - E-mail: contato@abrelivros.org.br

Midiamix Editora Digital desenvolveu esta publicação com Joomla