MEC inaugura novos programas de incentivo à leitura

O Ministério da Educação, por intermédio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), está inaugurando três novos programas de incentivo à leitura: Biblioteca Escolar, Biblioteca do Professor e Casa da Leitura. 
 
A Casa da Leitura, inspirada no programa “Mala do Livro”, que foi desenvolvido pelo governo do Distrito Federal na gestão democrática e popular de 1995 a 1998, pretende distribuir no próximo ano 50 mil minibibliotecas para uso comunitário. Elas serão instaladas em casas de particulares e gerenciadas por associações de moradores. 
 
O programa será executado em parceria com o Ministério da Cultura e com as secretarias municipais e estaduais de educação, que receberão as bibliotecas contendo os 144 títulos das 24 coleções do acervo do Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE) 2003. Em contrapartida, as secretarias fornecerão as caixas para guarda dos livros, cujo modelo foi desenvolvido e adaptado para esse fim pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (IPT). As secretarias ficarão encarregadas também de remunerar os agentes comunitários encarregados de administrar as bibliotecas domésticas. Serão investidos cerca de R$ 8 milhões na distribuição de 7,2 milhões de livros, que beneficiarão 50 milhões de pessoas. 
 
A Biblioteca Escolar tem a meta de atender as 2 milhões de alunos de 10 mil escolas, com um acervo de 115 obras do PNBE de 1998, a serem reeditadas pelo FNDE. No acervo destacam-se livros de ficção e de não ficção, com ênfase na formação histórica, econômica e política do Brasil. Para a distribuição de 1,2 milhão de livros estima-se o investimento de cerca de R$ 20 milhões. 
 
Já a Biblioteca do Professor, ainda sem orçamento definido, pretende beneficiar, inicialmente, os 730 mil professores de 1ª à 4ª série do ensino fundamental de todas as escolas da rede pública do país. Cada professor receberá dois livros por ano, a serem escolhidos por eles próprios, dentre o mesmo acervo da Biblioteca Escolar, por meio de formulário ou pela Internet, como acontece no processo de escolha do Programa Nacional do Livro Didático, que beneficia a 32 milhões de alunos com livros selecionados democraticamente pelos professores.  
 
Nos títulos disponíveis para os professores encontram-se obras de autores consagrados, como Sérgio Buarque de Holanda, Caio Prado Júnior, Darcy Ribeiro, Gilberto Freyre, Graciliano Ramos, Jorge Amado, Guimarães Rosa, Mário Quintana, Raquel de Queiroz, Carlos Drummond de Andrade, Monteiro Lobato, Ferreira Gullar, entre outros.  
 
 

 

2019.06_casaeducacao.jpg





banner escola democratica

relatorio 2014 2015 banner2

banner bienal2014 pequeno

b trajetoria



Pesquisa

Boletim Abrelivros

Digite os dados, abra o e-mail e confirme sua assinatura.

Abrelivros - Associação Brasileira de Editores e Produtores de Conteúdo e Tecnologia Educacional 
Rua Funchal, 263 - Conj. 62 - Vila Olímpia
CEP 04551-060 - São Paulo - SP - E-mail: contato@abrelivros.org.br