Observatório on-line traz dados educacionais da América Latina

A Rede Latino-americana de Organizações da Sociedade Civil pela Educação (Reduca) lançou no dia 18 o Observatório Educativo da Reduca, plataforma online com indicadores e informações educacionais dos 14 países das organizações que compõem a rede.

A Reduca, fundada em 2011 com apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), congrega 14 organizações que atuam pela melhora da qualidade da Educação pública nos respectivos países, e tem por objetivo promover a garantia do direito a uma Educação inclusiva, equitativa e de qualidade na América Latina. Fazem parte da rede: Asociación Empresarios por la Educación (Peru), Grupo Faro (Equador), Educa – Acción Empresarial por la Educación (República Dominicana), Educación 2020 (Chile), Empresarios por la Educación (Guatemala), Foro Educativo Nicaragüense “Eduquemos” (Nicarágua), Fundación Empresarial para el Desarollo Educativo (El Salvador); Fundación Empresarios Por la Educación (Colômbia), Fundación para la Educación Ernesto Maduro Andreu (Honduras), Juntos por la Educación (Paraguai), Mexicanos Primero (México), Proyecto Educar 2050 (Argentina), Todos Pela Educação (Brasil), Unidos por la Educación (Panamá).

O Observatório Educativo da Reduca tem o objetivo de dar visibilidade aos dados educacionais da região para que a sociedade possa monitorar e avaliar políticas públicas educativas, promover o intercâmbio de boas práticas, de forma a ajudar gestores, pesquisadores e formuladores de políticas públicas em todos os países a desenvolver soluções para os desafios educacionais. A ideia é provocar um sentimento de corresponsabilidade pela Educação.

Além de indicadores de acesso a cada etapa educacional, a plataforma traz informações do contexto de cada país, como população total e população em situação de pobreza e indigência, dados de investimento na área e estatísticas sobre agentes e recursos educacionais – por exemplo, número de alunos e indicadores sobre carreira e formação de professores. Em termos do desempenho dos alunos, a plataforma apresenta dados sobre trajetórias escolares completas, mostrando a evolução dos alunos no sistema escolar, e trajetórias escolares exitosas, com indicadores relativos à aprendizagem dos estudantes. Além disso, será possível conferir indicadores de participação social e mecanismos que permitam o acesso da sociedade civil à informação.

As fontes de dados utilizadas para construir os indicadores do Observatório Reduca são principalmente organismos internacionais, como a Unesco e a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal). O site conta também com informações de fontes de cada país, como os censos demográficos, pesquisas domiciliares e avaliações nacionais.

A plataforma também reunirá publicações e estudos sobre Educação, bem como relatórios e infográficos produzidos pela rede.

Para Alejandra Meraz Velasco, coordenadora-geral do Todos Pela Educação, o Observatório da Reduca vem agregar aos objetivos da própria rede e também do TPE, de propor um debate mais qualificado sobre a Educação pública. “O Observatório dará acesso a um diagnóstico consolidado dos países da região, permitindo identificar as áreas de oportunidade em cada um deles, e fortalecendo as ações de incidência política, na região e em cada um dos países, por uma Educação pública de qualidade. Ele servirá também como plataforma para a troca de experiências, enriquecendo o rol de informações disponíveis para a formulação de políticas educacionais, além de abrir caminho para o desenvolvimento de ações conjuntas”.

O Observatório Educativo da Reduca conta com apoio da União Europeia, da Unesco e da CEPAL. Fazem parte do comitê responsável pela plataforma o movimento Todos Pela Educação (Brasil), Educación 2020 (Chile) e Mexicanos Primero (México).

Sobre a Reduca

A Rede Latino-americana de Organizações da Sociedade Civil pela Educação (Reduca), idealizada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e pelo movimento Todos Pela Educação (Brasil), congrega organizações de 14 países da América Latina que atuam pela garantia do direito a uma Educação inclusiva, equitativa e de qualidade na região. São elas: Asociación Empresarios por la Educación (Peru), Grupo Faro (Equador), Educa - Acción Empresarial por la Educación (República Dominicana), Educación 2020 (Chile), Empresarios por la Educación (Guatemala), Foro Educativo Nicaragüense “Eduquemos” (Nicarágua), Fundación Empresarial Para el Desarollo Educativo (El Salvador); Fundación Empresarios por la Educación (Colômbia), Fundación para la Educación Ernesto Maduro Andreu (Honduras), Juntos por la Educación (Paraguai), Mexicanos Primero (México), Proyecto Educar 2050 (Argentina), Todos Pela Educação (Brasil), Unidos por la Educación (Panamá).

 

2019.06_casaeducacao.jpg





banner escola democratica

relatorio 2014 2015 banner2

banner bienal2014 pequeno

b trajetoria



Pesquisa

Boletim Abrelivros

Digite os dados, abra o e-mail e confirme sua assinatura.

Abrelivros - Associação Brasileira de Editores e Produtores de Conteúdo e Tecnologia Educacional 
Rua Funchal, 263 - Conj. 62 - Vila Olímpia
CEP 04551-060 - São Paulo - SP - E-mail: contato@abrelivros.org.br

Midiamix Editora Digital desenvolveu esta publicação com Joomla